11 de abril de 2010

VÓS SOIS O SAL DA TERRA

Mateus 5:13-16



Nós vivemos num mundo que chora e geme, que chora e range os dentes. Freqüentemente ficamos atônitos, pasmos, às vezes petrificados, sem ação diante da mesquinharia, do egoísmo e da arrogância que reina no coração do ser humano, que ab-roga o direito de ser chamado de "civilizado". Quando as pessoas têm oportunidade de roubar, elas roubam. Se tiverem oportunidade de se vingarem de seus desafetos, se vingam. Se forem insultadas, respondem à altura.

As pessoas do mundo são guiadas pelo desejo de poder, fama e prazer. Pelo interesse pessoal. Se vão ganhar alguma coisa, se arriscam, apostam no que vão fazer. Se não houver chances de ganhar algo, não se arriscam. Preferem ficar longe, parados, vendo os acontecimentos. Justificam seu comportamento dizendo: "Não é problema meu"; "Não tenho nada com isso"; "Não posso resolver todos os problemas do mundo"; "Não fui eu quem causou isto"; "O que eu posso fazer?". Alguma vez você já disse algo assim?

Com isso se fecham em torno de si mesmas. Já têm problemas demais para ficarem se preocupando com problemas alheios. Mais: alegam que existem outras pessoas mais preparadas, mais qualificadas, mais ricas e abastadas que se preocupam em ajudar os menos afortunados. Que o governo tem planos e projeto sociais, tem órgãos que se ocupam com o bem-estar da população. Têm medo de ajudar, medo que exijam mais do que estão dispostos a dar, medo de comprometer a sua vida sossegada e confortável. Não conseguem enxergar além da ponta do próprio nariz, e deixam que a podridão de seu próprio egoísmo e mesquinharia consuma lentamente as suas almas, retirando a cor e o sabor de continuarem vivendo, e neste mundo que chora e geme, somos chamados para sermos "sal da terra".

A igreja deve ser vista e reconhecida como uma ilha no oceano da lama e da podridão que é o mundo. As pessoas que estão na igreja precisam ser diferentes das demais pessoas do mundo.

O mundo anseia por amor sincero, por atenção e compreensão, por uma palavra de estímulo. Todos somos carentes de carinho, de amor e de compreensão.


Mas as pessoas que estão nas igrejas evangélicas continuam adotando o mesmo comportamento de quando ainda não pertenciam à igreja. E isso precisa mudar. Precisam se tornar "sal da terra". O cristão precisa ser reconhecido como tal. As pessoas do mundo precisam ver nele um olhar diferente, um leve e contínuo sorriso em seu rosto, uma força extraordinária para enfrentar os reveses da vida. Isso é ser "sal da terra".

Se nós, cristãos, fizermos o que "todo mundo" faz, seremos iguais a todo mundo. Se fizermos o que "qualquer um" faria, seremos iguais a qualquer um.


Seu comportamento demonstra que você não é movido pela mesquinharia, egoísmo e prepotência? Você tem se destacado como "sal da terra"? O Espírito de Deus flui através de você? Adianta muito pouco ou quase nada sermos Cristãos, se as pessoas à nossa volta não souberem disto.


As pessoas de seu círculo social ficariam assustadas se soubessem que você é da igreja?


Qual é a tua reação diante dos reveses da vida, diante do fracasso, da dor, do sofrimento, da decepção e da frustração?


Um alerta importante: não nos tornamos sal de imediato, de repente, é um processo longo, gradual e doloroso chamado "santificação".


Você tem se tornado "sal da terra"? Quanto de sal há na tua vida? A gravidade da resposta revela a gravidade da pergunta porque o sal insípido é jogado fora (Mateus 5:13).



¶ 13:17 0 Comentários Links para esta postagem

sexta-feira, 31 de julho de 2009

DESENVOLVIMENTO INTEGRAL DO SER HUMANO DE EUGENIO MUSSOK.




ULBRA- UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL

COMENTÁRIO SOBRE A PALESTRA, DESENVOLVIMENTO INTEGRAL DO SER HUMANO DE EUGENIO MUSSOK.

CURSO. PEDAGOGIA

PROFESSORA. CYBELI VASSALO

ALUNO. ADILSON DE SOUZA SILVA


Os conceitos abordados pelo palestrante Eugenio Mussak aborda o desenvolvimento de competências essencial, e com o aprimoramento das qualidades humanas que potencializam a capacidade técnica. Mais do que bons profissionais, o mundo exige boas pessoas exercendo bem suas profissões. Estimular a competência torna-se inevitável no mundo atual, onde se espera que o individuo seja excelente no que faz, e que não ignore o que está a sua volta, a polivalência é também fator necessário. Outro fator relevante é a vocação, fazer o que gosta, e o que dar prazer, assim não adoece o profissional, o individuo que trabalha só pelo retorno financeiro por vez não desfruta do resultado de seus esforços, temos visto muitos profissionais afastados por depressão funcional, o vocacionado não será atingido por este mau, pois ele juntou o necessário ao prazeroso. No conceito conhecimento educar é ensinar a pensar, há professores que se limitam a passar conteúdos e há os que assumem seu papel de educadores, liderando seus alunos em direção à construção conjunta do conhecimento e à criação de pensamento crítico. O educador exerce a arte de abrir as janelas da consciência de seus discípulos, ele não transmite conhecimento, ele instiga, influência, motiva a busca do mesmo.



Levante – se e vá.

Seu grande problema é ficar parado. Há quanto tempo você está parado? Veja quantas vezes Jesus falou: “Vai”. Ele deu esta receita à mulher samaritana

(Jo 4.16), ao jovem rico (Mc. 10.21) e ao ofertante que tinha problemas de relacionamentos ( MT. 5.24). É extremamente necessário pôr-se de pé e começar a movimentar-se. O futuro todo depende deste levanta-se e deste caminhar. Foi assim que os primeiros discípulos de Jesus fizeram: eles deixaram tudo é seguiram ( Lc. 5.11-28). Foi assim que o filho pródigo se transferiu de um chiqueiro de porcos para um salão de festas (Lc.15:20).

Chega de pecado, de escândalos, de loucuras. Levante-se e vá!

Chega de preguiça, de moleza, de marasmo, de apatia, de imoralidade. Levante-se é vá!

Chega de planejamento, de pesquisa, de sondagens, de teorias, de indagações sem fim. Levante-se e vá!

Chega de indecisões, de consultas, de espera, de especulações intermináveis. Levante-se e vá!

Chega de preconceitos, de prevenções, de medo, de suspeitas, de desculpas esfarrapadas. Levante-se e vá!

Chega de máscara, de fingimento, de hipocrisia, de sepulcros caiados, copos e pratos lavados só por fora.

Levante-se e vá!

Chega de vaidade pessoal, de orgulho, de presunção tola, de carnalidade, do eu interior grande demais. Levante-se e vá!

Chega de equívocos, de erros, de desvios, de descompromissos, de ficar em cima do muro, de contemporização. Levante-se e vá!

Chega daquela paz doméstica que compromete a paz com Deus. Levante-se e vá!

Chega de oração vazia, de piedade estática, de choradeiras, de revelações baratas, de frenesins, de fé sem obras. Levante-se e vá!

Levante-se e vá. Agora. Onde o Senhor mandar, no poder que Ele concede, na segurança de sua companhia, combater o bom combate da fé, e tomar posse da vida eterna. Viver, enfim, uma vida que vale a pena ser vivida.





Levante-se e vá!









Pr. Adilson de Souza

O fogo deve continuar acesso no altar

O fogo deve continuar acesso no altar

Texto. Leviticos. 6.12,13. Heb.10. 1 Porque a lei, tendo a sombra dos bens futuros, e não a imagem exata das coisas.

I. Entendendo as sombras das coisas.

O Sacrifício era oferecido continuamente.

2. Turnos. Os levitas trabalhavam em turnos regulares noite e dia para manter o fogo aceso no altar.

3. Era um mandamento que fogo não poderia se apagar, deveria ser feita manutenção diária.

4. Lenha queimada gera cinza

5. Carne queimada gera gordura.

6. Era um trabalho exaustivo.

II. Como os atos leviticos apontavam para o futuro, o que podemos concluir:

a). Somos geração de sacerdotes. Ap. 1. 5. e da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dos mortos e o Príncipe dos reis da terra. Àquele que nos ama, e pelo seu sangue nos libertou dos nossos pecados, 6 e nos fez reino, sacerdotes para Deus, seu Pai.

III. Para onde apontava os elementos que constituía este serviço?

a) O altar apontava para o coração do homem.

b) O sacrifício apontava para a vida devocional, louvor ,adoração.
c) O fogo apontava para a ação de Deus.
Jo. 15. 5. Eu sou a videira; vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.
d) A lenha apontava para o combustível. A leitura da palavra, Oração, louvor, adoração e Jejum.

As cinzas e a gordura queimadas apontavam para todo o sacrifício.

O sacrifício ( louvor, adoração, dízimos e ofertas) que fazemos hoje em nosso altar amanha e cinza e resto de gordura.

IV. Esta palavra continua valendo para o sacerdote do altar.

a) O fogo tem que continuar acesso.

IV. O Senhor opera estas maravilhas através do fogo: • Mat.3.11.b. ele vos batizará no Espírito Santo, e com fogo• 1.Co.3.. 13 a obra de cada um se manifestará; pelo fogo.• Hebr.1.7. Ministros de Cristo são feitos labaredas de fogo.

b) Embora o fogo neste contexto fala do castigo do ímpio, não exclui a idéia de purificação. Ml.3. 3 assentar-se-á como fundidor e purificador de prata; e [purificará] os filhos de Levi, e os refinará como ouro e como prata, até que tragam ao Senhor ofertas em justiça.
VI. Uma coisa é certa, se tem fogo no seu altar hoje, ele deve permanecer acesso.

Final. Talvez seu altar esteja cheio de cinzas, como sacerdote e levita, você pode limpa-lo, repará-lo para que a chama continuar queimando. Hô!! Glória.

Belo Oriente. Domingo 16/11/08

Uma carta de protesto



Tomei conhecimento através do meu filho, que a senhora sendo professora de português, está preparando uma festa de "Halloween" e exigiu que seus alunos fizessem convites e outras coisas relativas à mesma. Disse-me também, meu filho, que quando ele e outros colegas disseram que não gostariam de fazer tais atividades, a senhora disse que eles teriam que fazer, pois se tratava de trabalhos da matéria, sobre os quais seriam todos avaliados. Perguntei-lhe se foi assim também com o dia 21 de abril, dia de Tiradentes, ele me disse que não. Não teve festa, nem trabalhos alusivos. Perguntei "e quanto ao dia 7 de Setembro e à Sexta-feira da Paixão?" Ele me respondeu igualmente, não. Não houve nada. Não foi feito nada relativo a essas datas. Tal fato causou-me tal indignação que estou escrevendo esta carta. Pareceu-me um grande absurdo, que uma educadora, que é professora de português, esteja promovendo festa de "Halloween". Se ao menos fosse uma professora de inglês, poderia ter até algum cabimento, embora mínimo e igualmente execrável, pois tal educador estaria sendo um instrumento de expansão colonialista de outra cultura, em cima de uma nação acéfala e sem identidade própria. Eu sei que a senhora não é a única professora a fazer isto neste imenso Brasil, céu de anil. Nesta nação que já aprendeu a ser papagaio, a apenas repetir o que a outra América está fazendo. Por isso faço-lhe esta carta e vou mandar algumas cópias para diversos setores da sociedade, porque ainda está na hora de revertermos este quadro. Precisamos começar, nesta nação, a mudar nossos valores, a cultivar o bem e a verdade, o amor e a bondade, a sinceridade, a seriedade e a dignidade.IÉ preciso que esta geração seja educada e espelhada, não em heróis maléficos, como bruxas e outros "bichos" , mas precisamos de educadores que possam conduzir a próxima geração, a valores como verdade, amor, honra, bondade e nobreza de caráter. Este país precisa deixar de ser um país papagaio. Precisamos começar a sair do fosso da mediocridade em que estamos caídos. Para tanto precisamos que os nossos educadores usem um pouco da sua capacidade racional quando prepararem os currículos de suas matérias. Só através de uma educação sadia, poderemos começar a ter esperança na próxima geração. É preciso parar com este genocídio intelectual que está sendo praticado nesta nação. Este belo país tropical, ainda pode mudar seu rumo em direção à grandeza. Já será um grande começo poder contar com educadores que preparem nossas crianças para serem amanhã, verdadeiros heróis, guerreiros do bem, cidadãos com honradez e hombridade, que aprenderam desde cedo, sobre Tiradentes, Duque de Caxias, Ayrton Senna e outros bons exemplos. Como disse um grande orador e vereador desta cidade, Lenildo Magdalena: "Conspira contra sua própria grandeza, o povo que não cultiva seus feitos heróicos". Também conspira contra sua própria grandeza, o povo que cultiva valores da mediocridade, da malignidade, da traquinagem, da perversão e da bruxaria. Não posso aceitar passivamente esta conspiração. Na certeza de sua acolhida e compreensão pela minha justa indignação, espero que a educação tome melhor rumo, não apenas na sua classe, mas em toda esta escola, e quiçá em todo Brasil.


Fonte: IDEAL Revista Cristã

TENHO PENA

Tenho pena!!!!


Dos que são incapazes de ver, ainda que tudo a sua frente aponte.



Dos que vendo não conseguem enxergar.



Dos que ferem sem pedir perdão .



Dos que amam sem demonstrar .



Dos que são incapazes de amar .



Dos que não são correspondidos.



Dos que precisam de mascaras .



Dos solitários por escolha .



Dos amantes, estão sempre em segundo plano,



Das viúvas que morreram juntos .



Dos viúvos que se sepultaram .



Dos fracassados que não recomeçam.



Dos que erram e são encapasses de reconhecer.



Dos que se drogam .



Dos alcoólatras .



Dos desamparados.



Dos mitomaniacos, vivendo realidades criada.



Dos maltratadores de pais e mães .



Dos infiéis .



Dos vingativos.



Dos esquizofrênicos.



Dos soberbos .



Dos arrogantes.



Dos ciumentos .



Dos avarentos.



Dos mentirosos.



Dos idolatras .



Tenho pena!! Daquele que não se entrega a Cristo como único e suficiente Salvador.



Dos que se achando certos naufragam no erro.



Dos que são guiados por cego.

Dos que são incapazes de se perdoar.



E por fim tenho pena daquele que é incapaz perdoar e pedir perdão, este sim cultiva o inferno

como ultima morada.


Belo Oriente 12 de outubro 2008-10-12


Pr. Adilson de Souza

QUATRO LEIS QUE VOCÊ PRECISA CONHECER

 PRIMEIRA LEI


DEUS TE AMA, E TEM UM PLANO MARAVILHOSO PARA A SUA VIDA. O AMOR DE DEUS"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigénito, para que todo o que nele cré não pereça, mas tenha a vida eterna"(João 3:16). O PLANO DE DEUS Cristo afirma: "Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância" (uma vida plena e com propósito) (João 10:10). Por que é que a maioria das pessoas não conhecem essa "vida em abundância"?



2. SEGUNDA LEI

O HOMEM É PECADOR E ESTÁ SEPARADO DE DEUS; POR ISSO NÃO PODE CONHECER NEM EXPERIMENTAR O AMOR E O PLANO DE DEUS PARA A SUA VIDA.O HOMEM É PECADOR "Pois todos pecaram e separados estão da glória de Deus" (Romanos 3:23). O homem foi criado para ter um relacionamento perfeito com Deus, mas por causa da sua desobediência e rebelião, escolheu seguir o seu próprio caminho, e o relacionamento com Deus desfez-se. O pecado é um estado de indiferença do homem para com Deus.O HOMEM ESTÁ SEPARADO "Porque o salário do pecado é a morte" (separação espiritual de Deus) (Romanos 6:23).Deus é santo e o homem é pecador. Um grande abismo separa-os. Mas o homem sente que lhe falta algo, tem um vazio e está continuamente a procurar alcançar Deus e a vida abundante, através dos seus próprios esforços: vida recta, boa moral, filosofia, etc. A Terceira Lei oferece-nos a única resposta para o problema da separação...


3. TERCEIRA LEI

JESUS CRISTO É A ÚNICA SALVAÇÃO DE DEUS PARA O PECADO DO HOMEM. POR MEIO DELE VOCÊ PODE CONHECER O AMOR E O PLANO DE DEUS PARA A SUA VIDA. ELE MORREU EM NOSSO LUGAR "Mas Deus prova o seu próprio amor para connosco, pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores" (Romanos 5:8). ELE RESSUSCITOU DENTRE OS MORTOS "Cristo morreu pelos nossos pecados... foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras."(I Coríntios 15:3,4).ELE É O ÚNICO CAMINHORespondeu-lhe Jesus: "Eu sou o caminho e a verdade, e a vida: ninguém vem ao Pai senão por mim" (João 14:6).Deus ligou o abismo que nos separa dele, ao enviar o seu Filho, Jesus Cristo, para morrer na cruz em nosso lugar. Não é suficiente conhecer estas três leis...





4. QUARTA LEI

PRECISAMOS RECEBER JESUS CRISTO COMO SALVADOR E SENHOR, POR MEIO DE UM CONVITE PESSOAL. SÓ ENTÃO PODEREMOS CONHECER E EXPERIMENTAR O AMOR E O PLANO DE DEUS PARA A NOSSA VIDA. PRECISAMOS RECEBER CRISTO "Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; a saber; aos que crêem no seu nome" (João 1:12) RECEBEMOS CRISTO PELA FÉ "Porque pela graça sois salvos; mediante a fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não das obras, para que ninguém se glorie" (Efésios 2:8-9). RECEBEMOS CRISTO POR MEIO DE UM CONVITE PESSOAL Cristo afirma: "Eis que estou à porta, e bato: se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa" (Apocalipse 3:20) Receber Cristo implica num desejo de mudança de vida, uma nova atitude para com Deus, é deixar de confiar em nossos próprios esforços, creando que Cristo, ao entrar em nossos vidas faz de nos aquilo que Ele quer que sejamos.VOCÊ PODE RECEBER A CRISTO AGORA MESMO EM ORAÇÃO(Orar é falar com Deus) Deus conhece o seu coração e está mais interessado na atitude do seu coração do que nas suas palavras. A oração seguinte serve como exemplo:"Senhor Jesus, eu preciso de ti. Abro a porta da minha vida e recebo-te como meu Salvador e Senhor. Toma conta da minha vida. Agradeço-te porque perdoas os meus pecados e aceitas-me como sou. Desejo estar dentro do teu propósito para minha vida". Esta oração expressa o desejo do seu coração? Se assim for, faça-a agora mesmo e Cristo entrará em sua vida, como prometeu. Você fez esta oração agora?


Extraido do blog vivafe.